Votos no casamento

Comentários


Todos nós adoramos quando somos convidados para um casamento, escutamos com emoção os votos matrimoniais do jovem casal que estão se comprometendo diante de Deus e dos homens em formar uma nova família.  Troca de votos, estarem junto nos momentos bons e ruins, na riqueza e pobreza, na saúde e na doença, em outras palavras, “até que a morte nos separe”.
Que lindas são essas promessas! Que romântico! Como bem sabemos que o amor é tudo o que permanece no tempo!
É bom ver casais jovens e velhos, caminhando de mãos dadas, curtindo a companhia do outro, conversando, sorrindo, talvez recordando das histórias do passado ou as travessuras dos netos. Mas cada vez menos temos visto esta cena… talvez não seja porque eles se tornaram viúvos (as), mas que se “esqueceram” das promessas que fizeram anos atrás.
Muitas vezes, o desemprego, um mal negócio, afunda em miséria a casa, ou a doença acabou destruindo a saúde e transformando, o jovem bom e bonito, em um ser dolorido que não pode defender-se a si mesmo,e diante da necessidade monetária, a falta de apoio da pessoa amada, começa a acabar a paciência, o amor se acaba e somente vem o desejo de levantar vôo e fugir para melhores oportunidades. Tornou-se uma desculpa comum dizer: “Eu tenho o direito de viver” “ainda sou jovem” e assim por diante.

Ouvi dizer que a separação e um mal do nosso tempo sendo resultado do modernismo, da liberação feminina e do direito que temos de fazer de nossa vida sem que nada e ninguem nos interrompam. Talvez… mas…
Mas nos tempos antigos, este registrado na Bíblia a atitude que uma mulher tomou quando seu esposo perdeu tudo, absolutamente tudo. Ele já não tinha mais os filhos, nem propriedades e muito menos saúde. “Tão desesperado era sua condição”“sentado entra as cinzas e se raspando com um caco de barro” (Jó 2)
Qual foi o apoio de sua esposa?
“Ela disse: Ainda reténs a tua integridade? Amaldiçoe a Deus e morra!”
Esta mulher se esqueceu de seus votos, quando ele mais precisava de seu apoio e companhia, ela o desprezou querendo que ele quebrasse o seu relacionamento com Deus e morresse.
Esta atitude parece cruel e sem amor, o tempo da barbárie, mas é o que está acontecendo todos os dias em nosso meio.
Como é o apoio que você fornece ao seu marido, especialmente nos momentos difíceis? Você levanta como um juiz, o desprezando e acusando por seus erros ou problemas?
Você esta pensando e voar para cima também? Você está esquecendo…?

back to top