Dê as costas para tudo que não provém do Senhor e preserve seu relacionamento

Comentários
Existem certos intrusos que
invadem o nosso relacionamento de uma maneira sutil e
perigosa, toma nosso precioso
tempo de namoro, gera crises
e promove o distanciamento,
físico ou emocional, do casal.
O namoro precisa de constante
atenção por parte do casal. Não
podemos contar com a paixão
inicial para sustentar o restante
de nosso relacionamento, a paixão tem prazo de validade.  Assim como o banco busca vários
dispositivos de segurança para
guardar dinheiro e pedras preciosas, nós temos que proteger
a essência de nosso relacionamento: o amor. Por isso é necessário criar um limite entre a
relação e o mundo exterior para
preservar o que temos constru-
ído a dois. O mundo exterior
influi de forma decisiva na dinâmica do namoro: pressões,
tentações e até mesmo oportunidades legitimamente boas.
Eis alguns “intrusos do relacionamento”:
„ Trabalho
„ Parentes
„ Passatempos e interesse
„ TV
„ Igreja
„ Internet
„ Dinheiro
„ Amigos
„ Vícios
„ Passado
A maioria, em si, não tem
nada de mal. No entanto, quando se interpõe no amor do casal, pode se tornar destrutivo.
A força de um relacionamento
é diretamente proporcional ao
esforço de protegê-lo.  Ou seja,
para que algo tenha valor é necessário investimento (Mateus
13.45-46).
TRIANGULAÇÃO: quando um dos namorados tráz um
terceiro elemento para o relacionamento. Por exemplo: uma
mulher recorre a um amigo por
causa de algo que deveria tratar
diretamente com o seu namorado.  O homem confidencia a
uma colega de trabalho que não
é compreendido pela namorada. Isso não é apenas lastimá-
vel, é extremamente injusto, é
o contrário de comunhão, foge
dos propósitos de Deus. A fofoca é outra forma diabólica de
triangulação. Abandonar esses
fatores é proteger o casamento,
quem diz sim para todos os intrusos, diz não para o namoro.
Entenda, porém, que não
queremos incentivar que se
isolem enquanto casal e não se
relacionem com as outras pessoas. Temos que valorizar as
outras formas de vida fora do
relacionamento. O namoro não
é auto-suficiente, o que está errado é isso, substituir o namorado e a namorada. Todo bom
relacionamento precisa de ajuda
externa, mas seja criterioso ao
buscá-la. Em geral, o problema
não está no intruso. O intruso é
um sintoma ou consequência de
algo que está errado no namoro.
Às vezes é algo que está faltando
que buscamos suprir fora ou um
desvio de caráter. Precisamos
investigar a raiz do problema e
aniquilá-la.
Investigue se há intrusos em
seu namoro e caso haja lute para
que eles não permaneçam ali.

back to top