O principal plano do inimigo

Comentários

O PLANO DO DIABO PARA DESTRUIR A FAMÍLIA

Sem dúvida alguma, depois da vida eterna, outorgada ao homem a partir da salvação do espírito por intermédio de Jesus Cristo, a família é uma das maiores dádivas que Deus concedeu ao homem. Deus é o idealizador da família; por isso o nosso adversário Satanás nunca desiste de destruí-la. A destruição familiar é um incansável intento que o diabo busca desde o momento em que o Senhor Deus disse que de uma mulher nasceria o Salvador do mundo – Jesus Cristo – Aquele que derrotaria o diabo, como está escrito: “Então o Senhor Deus disse à serpente: ‘Porquanto fizeste isso, maldita serás tu dentre todos os animais domésticos, e dentre todos os animais do campo; sobre o teu ventre andarás, e pó comerás todos os dias da tua vida. Porei inimizade entre ti e a mulher, e entre a tua descendência e a sua descendência; esta te ferirá a cabeça, e tu lhe ferirás o calcanhar.’” (Gênesis 3:14-15)

O inimigo passou a odiar terrivelmente o casal e a investir maciçamente contra a família, procurando, além de aniquilá-la completamente, impedir a própria destruição, como fora sentenciada por Deus. O diabo tentou inutilmente destruir o Salvador quando intentou contra a vida de Abel (Gênesis 4:8), usando Caim para lhe prestar serviços de morte, roubo e destruição (I João 3:12). Embora fosse um homem de Deus, Abel não era o Cristo do Senhor.

Satanás tentou outras vezes destruir o plano de Deus para as famílias. Deus havia prometido a Abraão que faria dele um grande povo e o fez. Esse povo era o povo de Israel, que, mais tarde se tornou escravo no Egito. Como o povo se multiplicava, Faraó procurou impedir o crescimento do povo de Deus com açoites e trabalhos forçados. Como não conseguiu, o diabo instigou o rei ao medo e à inveja. “Ele [Faraó] disse ao seu povo: Eis que o povo de Israel é mais numeroso e mais forte do que nós. Usemos de astúcia para com ele, para que não se multiplique, e aconteça que, vindo guerra, ele também se ajunte com os nossos inimigos, e peleje contra nós e se retire da terra. Portanto, puseram sobre eles feitores, para os afligirem com suas cargas. Assim os israelitas edificaram para Faraó cidades armazéns, Pitom e Ramessés. Mas quanto mais os egípcios afligiam o povo de Israel, tanto mais este se multiplicava e se espalhava; de maneira que os egípcios se enfadavam por causa dos filhos de Israel. Por isso os egípcios faziam os filhos de Israel servirem com dureza e crueldade. Assim lhes amarguravam a vida com pesados serviços em barro e em tijolos, e com toda sorte de trabalho no campo; enfim com todo o seu serviço, em que os faziam servir com dureza. Falou o rei do Egito às parteiras das hebréias, das quais uma se chamava Sifrá e a outra Puá, dizendo: ‘ Quando ajudardes no parto as hebréias, e as virdes sobre os assentos, se for filho, matá-lo-eis; mas se for filha, viverá.’ (Êxodo 1.9-16) Entretanto, mais uma vez, o adversário não obteve êxito na sua investida contra o povo de Deus no Egito – e ele nunca obterá vitória contra os escolhidos do Senhor, em nome de Jesus!

Por uma intervenção divina, Moisés escapou. Apenas ele, porque Deus tinha uma obra para ele fazer; e quando Deus opera, ninguém pode impedir (Isaías 43:13). Embora tente vencer, o diabo é um fracassado, que continuou oprimindo as nações para afrontar o Senhor. Satanás não desistiu do seu plano maléfico.

Usando os mesmos métodos cruéis, ele se aproveitou da fraqueza de espírito, do orgulho e da vaidade do rei Herodes para outra vez tentar frustrar os planos do Criador. Satanás quis impedir que o Salvador da humanidade, o menino Jesus, crescesse e Se oferecesse como o Cordeiro para o sacrifício do calvário em cumprimento à vontade de Deus: “Então Herodes, vendo que fora iludido pelos magos, irou-se grandemente e mandou matar todos os meninos de dois anos para baixo que havia em Belém, e em todos os seus arredores, segundo o tempo que com precisão inquirira dos magos.”(Mateus 2:16) Novamente o inimigo foi vencido. Deus mostrou que Ele tem todo o poder, e que nenhum de Seus Planos pode ser frustrado. Jó, vítima dos ataques de Satanás, fez essa declaração quando, depois de resistir à pressão do diabo para renegar o seu Deus, ele alcançou a vitória! (Jó 42:2) Infelizmente, o diabo é mais persistente do que muitos cristãos e, mesmo estando derrotado, ele não desiste. Satanás permanece ativo no plano de matar, roubar e destruir.
(Extraído do Livro: A FELICIDADE DA FAMÍLIA QUE SERVE A DEUS – do Pr. David Silva).

back to top