10 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER‏

Comentários
1)    Você sabia que quem criou o casamento foi DEUS lá no Éden?
Nem homens, nem leis, nem templos religiosos, têm o poder de controlar aquilo que DEUS criou. O casamento pertence a um plano maior, a DEUS, a Sua glória. Os homens, as culturas, os países tentam, a todo momento, manipularem aquilo que DEUS criou. Mas eles não conseguem mexer em algo que está em uma dimensão infinitamente superior a eles. DEUS é quem determina como é criado, como será e quanto tempo durará.

2)    Você sabia que só a morte pode desfazer um casamento?
Nem adultério, nem pecado algum, desfaz o casamento que DEUS uniu. Só a morte (Romanos 7:2-3 e 1 Cor. 7:39).

3)    Você sabia que nunca existiu divórcio na Bíblia Sagrada?
O que existia, na verdade, era o repúdio (bem diferente do divórcio dos nossos dias). Quando você lê, em sua Bíblia, a palavra divórcio, nada mais é do que uma tradução errada da palavra repúdio. Antes de dezembro de 1977, nem no Brasil o divórcio existia. O que existia era o desquite (a pessoa se separava, mas não podia se casar outra vez).

4)    Você sabia que nenhum homem de DEUS, no Antigo Testamento, casou-se mais de uma vez?
Nem Jacó, nem Davi, nem Salomão, tiveram mais de uma esposa legítima para DEUS. Os subtítulos, que aparecem em algumas traduções bíblicas, afirmando de um suposto segundo ou terceiro casamento desses homens, referem-se, na verdade, a relacionamentos ilícitos (adultérios) que eles contraíram fora da vontade de DEUS. Mas cada um pagou um alto preço devido a esses pecados. DEUS só considerou como legítimo o primeiro casamento desses grandes homens. Se uma determinada cultura ou um determinado país aprova a poligamia, não significa dizer que DEUS também está aprovando. O que valerá, para DEUS, é apenas o primeiro casamento. Uma coisa eu garanto: nenhum grande homem de DEUS morreu na prática do adultério.

5)    Você sabia que a suposta cláusula de exceção, presente em Mateus 5:32 e 19:9, foi acrescentada por um líder rabino, entre os anos 70 e 80 depois de CRISTO?
O Evangelho de Mateus foi praticamente um dos últimos evangelhos a serem compilados em forma de livro. Na verdade, inicialmente ele nunca existiu em forma de livro, mas como manuscritos esparsos, soltos, que foram mexidos e remexidos por dezenas e dezenas de pessoas, antes de atingirem a forma que temos hoje. Esse livro tornou-se uma adaptação do Evangelho de Marcos e de Lucas, o primeiro e o segundo dos quatro a serem escritos, respectivamente. É por isso que encontramos em Mateus muita coisa que está em Marcos, com a diferença de escrita e estilo de quem o escreveu. A suposta cláusula de exceção foi inserida por um líder rabino, defensor da escola judaica Shamay, que dizia que só podia haver o repúdio em caso da mulher ter cometido fornicação (pornéia, do grego) com outro homem, antes dos dois terem se casado. Infelizmente, com o passar do tempo e com o aumento do número de repúdio e de divórcios pelo mundo e nas igrejas, ampliaram o sentido da palavra pornéia (específica para fornicação) para relação sexual ilícita, prostituição, adultério etc. Adultério só desfaria um casamento se o NOSSO SENHOR E SALVADOR JESUS CRISTO não tivesse poder de libertar adúlteros e restaurar famílias. Não somente a suposta cláusula foi acrescentada como também o finalzinho do versículo, que, em algumas Bíblias, vêm em colchetes (apontando a parte acrescentada). DEUS julgará o tal ou os tais que fizeram tal coisa, segundo o que está escrito em Apocalipse 22:19.

6)    Você sabia que DEUS une todo casal que se deu pela primeira vez em casamento, independentemente da religião dele (do casal)?
Para um casamento ser lícito aos olhos de DEUS é preciso apenas que ambos sejam solteiríssimos (nunca tenham se casado antes com ninguém). Depois, fazerem o pacto mútuo, a confissão pública e a relação sexual. Uma coisa é ter um casamento testemunhado por DEUS. Outra coisa é ter um casamento testemunhado e abençoado pelo PAI. Um casamento apenas que foi testemunhado por DEUS é uma relação repleta de problemas, de incompreensão, acusação, agressões etc.; enquanto que um casamento abençoado ocorre quando ambos são cristãos e seguidores da Palavra de DEUS e salvos em CRISTO JESUS (também não significa que tanto marido como a esposa estarão isentos de problemas).

7)    Você sabia que não é nenhum sentimento que faz com que um casamento exista?
Se assim fosse, nada mais faria sentido. Bastaria uma pessoa dizer que não ama mais a outra para o casamento ser desfeito. As coisas que DEUS cria não são regidas pelos sentimentos e vontades humanos. A Palavra de DEUS não se adapta ao nosso querer, mas o nosso querer é que deve se adaptar à Palavra de DEUS.
Amor é completamente diferente de sentimento. Amor é atitude, é se doar pelo outro, especialmente quando ele não merece nada de nós. Portanto, a desculpa de que  o amor acabou é mais uma mentira de satanás nas mentes e nos corações aprisionados por ele.

8)    Você sabia que uma pessoa que vive na prática do adultério não está salva em CRISTO JESUS?
Certa vez, JESUS falando com uma mulher samaritana sobre salvação (quando ela decidiu provar da Água viva - o próprio JESUS), o NOSSO SENHOR pediu que ela apresentasse o marido. Ela respondeu que não tinha marido. JESUS disse que ela falara a Verdade, que já tivera cinco maridos e o que estava com ela não era o marido. Ou seja, aquela mulher viva em adultério, e, sendo assim, não poderia beber da Água da vida, sem antes abandonar o pecado e seguir a CRISTO. Essa história você encontra em João, capítulo 4. Imagine uma esposa, que morreu em adultério (segundo, terceiro ou quarto casamento), apresentando-se a JESUS, no Grande DIA. JESUS vai pedir que ela O apresente o marido. Certamente, ela vai querer apresentá-LO o segundo ou o terceiro e JESUS a lançará no fogo do inferno (1 Coríntios 6:9-10 e Apocalipse 21:8).

9)    Você sabia que a falta de perdão de um ou de outro impede a salvação de quem não perdoa verdadeiramente?
Erros acontecem em todo e qualquer relacionamento. Errar é de nossa natureza humana. O que não podemos é julgar o outro pelos seus erros nem deixá-lo de perdoar. O perdão consiste em recomeçar a história com a mesma pessoa. Quem diz que perdoou e não quis dar mais uma chance prova para DEUS que verdadeiramente não perdoou. E sem o perdão ao próximo é impossível a pessoa receber o perdão de DEUS (Mateus 6:14-15 e Marcos 11:24-26). Sem o perdão do PAI ninguém pode ter por herança o reino de DEUS.

10)                      Você percebeu que os cônjuges não têm outra saída, diante de DEUS, senão lutar e querer a restauração do casamento?
DEUS é DEUS de perdão, de reconciliação, de restauração. ELE não é DEUS de intriga, de afastamento, de repúdio, de impiedade, de novos relacionamentos com outras pessoas. DEUS quer dar por herança a Sua glória a pessoas santas, que renunciam, que buscam e NELE esperam. DEUS quer que confiemos NELE a nossa vida e lancemos sobre ELE as nossas ansiedades e preocupações.

back to top